O que faz do ballet e arte clássica diferentes

Segundo o dicionário, a “arte clássica é o ápice de um estilo artístico de ideais: o belo, o bem e o verdadeiro, com valores possíveis de serem imitados.”
Os quatro elementos foram doados: ar, água, fogo e terra. E a partir de então o ser humano em toda e qualquer parte da terra foi elaborando condições para sua sobrevivência e conforto. 

 

No livro “O Poder Oculto da Música”, de David Tame, é dito sobre a transformação do homem pela energia da música. A música através dos tempos e do século XX. As artes em geral apresentam-nos um caos. 

 

Observamos animais dos três planos: plano baixo (cobra, rato, lagarto, sapo, baratas); plano médio (gatos, cachorros, cavalos, boi); o plano alto (aves, pássaros).
O homem pertence ao plano médio fisicamente, e ao plano alto espiritualmente.
As manifestações das artes hoje estão nos parecendo mais a imitação dos animais dos planos baixos. Seja na música, no teatro, na escultura, na dança. No entanto, ainda observamos os que aderem às artes clássicas, a reprodução estética do belo, do verdadeiro.

 

A dança clássica (ballet) comparando-se com a literatura segue regras pré-estabelecidas, como se fosse a gramática da dança. Ela se utiliza, principalmente, da musica erudita, dos grandes compositores anteriores ao século XX.
Pode-se observar e analisar através da internet e de outras fontes, que de os todos os estilos de arte o ballet está em evidência. Qualquer modalidade de dança é movimento e a música a inspiração.
A escolha de um tipo de arte: música, teatro, dança, escultura, etc, revela a personalidade de cada um e a sociedade em que vive. Um poeta escreveu: “Cada homem para uma coisa dá, tem queda, seja na arte, na indústria ou na ciência e vai, por um dos ramos envereda... do berço vem-lhe a inclinação firmada.”

Dirceu Campos O 'velhinho' 1001 utilidades

Amor a Itapetininga. Esse parece um resumo adequado à trajetória de vida de Dirceu Campos, de 79 anos. Dirceu aposentou-se como ferroviário na década de 80, mas não parou: fez seis faculdades, trabalhou como professor em escolas públicas, escreveu quatro livros e há mais de 20 anos é colunista do Jornal Folha de Itapetininga. “Só aposento quando São Pedro chamar”, brinca sorrindo o intelectual.

Chocolate Quente Top

Uma receita top de chocolate quente para te esquentar nesse frio.

Please reload

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing