“Eu não faço questão que meu cachorro faça truques, que sente, deite, dê a pata ou role quando eu mandar. Não precisa ensinar comandos, ensine-o a respeitar os limites. Eu quero um cachorro comportado”. São frases muito comuns de se escutar para quem atua na minha área.
Os comandos “SENTA, DEITA, FICA” e outros não são meros truques. Devem ser utilizados na modulagem comportamental. 


 Algumas pessoas educam seus cães com poucos comandos, mas sem a intenção de ensinar esses comandos. De acordo com as necessidades da família e de uma maneira natural, os membros da família ensinam limites ao filhote (onde é o 'banheiro', onde ele vai dormir, lugares onde ele pode entrar, etc). Mas, no mínimo, o cachorro entendeu o que significa o NÃO.


Talvez, alguns vejam comandos como truques porque só conheçam cães que aprenderam os comandos e os desempenham mecanicamente, como se fossem repetições de algo sem valor e nunca viram um comando sendo utilizado para tornar o comportamento do cão aceitável.
Um exemplo é o do cão que pula nos tutores e/ou nas visitas. Então, o ensinamos o comando SENTA. Toda vez que ele obedece a esse comando ele recebe recompensa (essa recompensa pode ser só um “muito bem” e a atenção do tutor). Toda vez que ele vem correndo, antes que ele pule, o tutor diz 'SENTA', se ele senta, recebe a recompensa, se não senta é ignorado. Nesse caso, o comando foi utilizado para mudar um comportamento já instalado (o comportamento de pular nas pessoas). 


O comando 'patinha' ou 'mãozinha' é visto como um truque ou uma gracinha, mas ensinamos o cachorro, através desse comando, a solicitar atenção com a pata e não, com a boca. É um comando que pode ser usado para fazer o cão parar de morder as mãos das pessoas (quando bem utilizado).
É mais fácil entender a importância do comando FICA, principalmente quando não queremos que o cãozinho passe por uma porta ou um portão abertos.


Na minha rotina, os comandos mais utilizados para tornar um cão mais comportado, portanto os mais importantes, são o SENTA, o NÃO e o FICA. Eu desenvolvi um Plano de Treino que foca nesses três comandos, trabalhando-os para resolver as situações problemas: pulos, socialização, roubar comida, respeitar limites como portas e portões etc.
Um dos treinos importantes, integra esses três comandos. É o treino de controle frente aos alimentos, no qual coloca-se o petisco, carne ou outro alimento do qual o cão goste muito em frente ao cachorro. O cão deve estar sentado (comando SENTA). Depois, usa-se o comando FICA e o petisco é deixado em frente ao cão, que vai tentar pegá-lo (é claro), então, usa-se o NÃO. É um treino que exige muito controle e disciplina. 


Quando eu falo sobre esse treino, as pessoas sempre duvidam que o controle frente ao alimento fará com que o cão pare de brigar, de latir em demasia ou de pular em pessoas, mas após algum tempo percebem a mudança comportamental no cãozinho.
Não é truque e nem milagre! É o conhecimento em desenvolvimento de comportamentos sendo utilizada na prática, para melhorar a relação entre cães e seus tutores.
Controle e disciplina melhoram o comportamento do cachorro não só em relação a comida, mas em todos os aspectos. 

Importância dos comandos na

modulação comportamento

- Vanessa Mendes

©2018 desenvolvido por Gustavo Matheus