Daniel Garcia Pereira

Ele voou! E hoje é major da Esquadrilha da Fumaça

As crianças e adolescentes faziam fila... os adultos também! Tudo para um autógrafo ou uma foto. Os olhos brilhavam e os pequenos cochichavam diante de tamanha importância em pessoa. Não era Luan Santana, Felipe Neto, muito menos Neymar. Tratava-se do itapetiningano Daniel Garcia Pereira, de 38 anos, que é major da Força Aérea Brasileira (FAB) e integrante nº 7 da Esquadrilha da Fumaça.

 

Major Daniel foi 'tietado' na sede do Grupo Escoteiro Ibiraci - 43º/SP, onde esteve na noite de 8 de maio, no dia seguinte ao da apresentação da Esquadrilha da Fumaça em Itapetininga. Apresentação que impressionou e encantou as crianças (também os grandões). “Como você ficou de ponta cabeça? Você desligou o motor? Você ficou com medo? De onde sai a fumaça? Quem é seu chefe? Vocês conversam lá em cima?”, questionaram as crianças durante o encontro.

 

O objetivo de Daniel era apresentar aos Escoteiros e Lobinhos o que é a Esquadrilha da Fumaça, o que fazem e o mais importante, como é que ele, Daniel, chegou lá. “Entrei na FAB aos 17 anos, em 1997, depois de fazer uma prova. Fiz o ensino médio, faculdade, me tornei piloto e depois de muitos anos acabei sendo admitido na Esquadrilha da Fumaça. Hoje sou o piloto número 7, que é responsável pelas manobras solitárias”, contou diante do público sentado e atento.

 

Depois do evento, um grupo de amigos se reuniu para comentar os feitos do itapetiningano na busca de seus próprios sonhos. O jovem Victor, que sonha em ser jogador de futebol, Rian, que sonha ser militar, Vitória, ginástica rítmica, Vitor, que sonha fazer engenharia, Beatriz, bailarina, e Júlia, monitora, destacaram: “Ele mostra que não importa de onde você venha; se tiver foco e força de vontade seus sonhos são possíveis de serem realizados”.

 

História
O major da FAB escolheu o Grupo Escoteiro Ibiraci por questões emotivas. Ele entrou como Lobinho e passou a Escoteiro, que o é até hoje (afinal, “Uma vez Escoteiro, sempre Escoteiro!”). “O pai dele, que é engenheiro civil, desenhou a primeira planta aqui da sede. Tenho até fotos dele quando era do grupo. Hoje é um orgulho vê-lo lá em cima”, contou o Chefe Distrital Mário de Oliveira.
Outro Chefe, José Boletini Sobrinho, lembrou de um episódio que mostra o temperamento de Daniel. “Quando tinha uns 7 anos, no primeiro acampamento que fazia, acabou caindo e quebrando o braço. Foi a única criança a se quebrar comigo, até hoje. Na época, o médico enfaixou e deu repouso para ele. Porém, insistiu e insistiu para que no dia seguinte fizesse a sua Promessa em frente à bandeira. Isso mostra o quanto ele é determinado e comprometido desde criança”.
O Chefe atual do Grupo Ibiraci, Marcelo Fragoso, ressaltou que os Escoteiros e militares têm valores semelhantes. “O acampamento e as atividades são uma ferramenta para os ensinamentos mais importantes, que são o respeito, a honra, patriotismo, trabalho em equipe, ajudar ao próximo. Escotismo é isso, é ensinar à criança e ao adolescente atitudes que ele levará para o resto da vida”, completou.

Em meio à tanta 'tietagem', conseguimos alguns minutos do major Daniel para três perguntas.

 

Top da Cidade: Como é ver a reação das crianças?
Daniel Pereira: É a melhor parte, muito gratificante. Chega a ser tão emocionante quanto estar lá em cima. Lá em cima, é muito treinamento; aqui, as perguntas e os olhares das crianças são espontâneos.

 

Top da Cidade: Você se vê nesses pequenos?
Daniel Pereira: Me vejo sim, aliás tinha um menino igualzinho a mim sentado aqui na frente. O tempo passa muito rápido, parece que foi ontem que eu estava aqui sendo Escoteiro igual ele.

 

Top da Cidade: Qual a importância dos valores dentro e fora do militarismo e escotismo?
Daniel Pereira: Fundamental. São valores muito parecidos, no entanto, quando entrei na Força Aérea já estava acostumado com as exigências de comportamento, respeito, trabalho em equipe.

Querida Itapê

"Do que fôra a capela de outrora, marco erguido em manhã de ouro-azul, nossos olhos contemplam agora, esta jóia que é a Atenas do sul" - assim começa o Hino de Itapetininga. Outro verso continua com. "Teu valor, tua grandeza presente, que teus filhos, lutando forjaram, é o fruto da opima semente que ...plantaram!"

Odontólogos

Há um sorriso para cada momento. E para essa matéria um especial para homenagear os profissionais que realmente nos deixam de boca aberta.

Querida Mulher

A mulher é vida. Ela dá vida. Ninguém espelha tanto a esperança quanto a mulher, ninguém!

Please reload

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom