Daniel Garcia Pereira

Ele voou! E hoje é major da Esquadrilha da Fumaça

As crianças e adolescentes faziam fila... os adultos também! Tudo para um autógrafo ou uma foto. Os olhos brilhavam e os pequenos cochichavam diante de tamanha importância em pessoa. Não era Luan Santana, Felipe Neto, muito menos Neymar. Tratava-se do itapetiningano Daniel Garcia Pereira, de 38 anos, que é major da Força Aérea Brasileira (FAB) e integrante nº 7 da Esquadrilha da Fumaça.

 

Major Daniel foi 'tietado' na sede do Grupo Escoteiro Ibiraci - 43º/SP, onde esteve na noite de 8 de maio, no dia seguinte ao da apresentação da Esquadrilha da Fumaça em Itapetininga. Apresentação que impressionou e encantou as crianças (também os grandões). “Como você ficou de ponta cabeça? Você desligou o motor? Você ficou com medo? De onde sai a fumaça? Quem é seu chefe? Vocês conversam lá em cima?”, questionaram as crianças durante o encontro.

 

O objetivo de Daniel era apresentar aos Escoteiros e Lobinhos o que é a Esquadrilha da Fumaça, o que fazem e o mais importante, como é que ele, Daniel, chegou lá. “Entrei na FAB aos 17 anos, em 1997, depois de fazer uma prova. Fiz o ensino médio, faculdade, me tornei piloto e depois de muitos anos acabei sendo admitido na Esquadrilha da Fumaça. Hoje sou o piloto número 7, que é responsável pelas manobras solitárias”, contou diante do público sentado e atento.

 

Depois do evento, um grupo de amigos se reuniu para comentar os feitos do itapetiningano na busca de seus próprios sonhos. O jovem Victor, que sonha em ser jogador de futebol, Rian, que sonha ser militar, Vitória, ginástica rítmica, Vitor, que sonha fazer engenharia, Beatriz, bailarina, e Júlia, monitora, destacaram: “Ele mostra que não importa de onde você venha; se tiver foco e força de vontade seus sonhos são possíveis de serem realizados”.

 

História
O major da FAB escolheu o Grupo Escoteiro Ibiraci por questões emotivas. Ele entrou como Lobinho e passou a Escoteiro, que o é até hoje (afinal, “Uma vez Escoteiro, sempre Escoteiro!”). “O pai dele, que é engenheiro civil, desenhou a primeira planta aqui da sede. Tenho até fotos dele quando era do grupo. Hoje é um orgulho vê-lo lá em cima”, contou o Chefe Distrital Mário de Oliveira.
Outro Chefe, José Boletini Sobrinho, lembrou de um episódio que mostra o temperamento de Daniel. “Quando tinha uns 7 anos, no primeiro acampamento que fazia, acabou caindo e quebrando o braço. Foi a única criança a se quebrar comigo, até hoje. Na época, o médico enfaixou e deu repouso para ele. Porém, insistiu e insistiu para que no dia seguinte fizesse a sua Promessa em frente à bandeira. Isso mostra o quanto ele é determinado e comprometido desde criança”.
O Chefe atual do Grupo Ibiraci, Marcelo Fragoso, ressaltou que os Escoteiros e militares têm valores semelhantes. “O acampamento e as atividades são uma ferramenta para os ensinamentos mais importantes, que são o respeito, a honra, patriotismo, trabalho em equipe, ajudar ao próximo. Escotismo é isso, é ensinar à criança e ao adolescente atitudes que ele levará para o resto da vida”, completou.

Em meio à tanta 'tietagem', conseguimos alguns minutos do major Daniel para três perguntas.

 

Top da Cidade: Como é ver a reação das crianças?
Daniel Pereira: É a melhor parte, muito gratificante. Chega a ser tão emocionante quanto estar lá em cima. Lá em cima, é muito treinamento; aqui, as perguntas e os olhares das crianças são espontâneos.

 

Top da Cidade: Você se vê nesses pequenos?
Daniel Pereira: Me vejo sim, aliás tinha um menino igualzinho a mim sentado aqui na frente. O tempo passa muito rápido, parece que foi ontem que eu estava aqui sendo Escoteiro igual ele.

 

Top da Cidade: Qual a importância dos valores dentro e fora do militarismo e escotismo?
Daniel Pereira: Fundamental. São valores muito parecidos, no entanto, quando entrei na Força Aérea já estava acostumado com as exigências de comportamento, respeito, trabalho em equipe.

Querida Itapê

"Do que fôra a capela de outrora, marco erguido em manhã de ouro-azul, nossos olhos contemplam agora, esta jóia que é a Atenas do sul" - assim começa o Hino de Itapetininga. Outro verso continua com. "Teu valor, tua grandeza presente, que teus filhos, lutando forjaram, é o fruto da opima semente que ...plantaram!"

Odontólogos

Há um sorriso para cada momento. E para essa matéria um especial para homenagear os profissionais que realmente nos deixam de boca aberta.

Querida Mulher

A mulher é vida. Ela dá vida. Ninguém espelha tanto a esperança quanto a mulher, ninguém!

Please reload

©2018 desenvolvido por Gustavo Matheus