Fisioterapia baseada

em evidências

e as hérnias discais

A Fisioterapia, enquanto profissão, tem como objetivo a qualidade de vida do paciente no que diz respeito ao movimento humano, tanto na prevenção de problemas quanto na reabilitação do indivíduo. Para isso, dispõe de diversas técnicas e métodos para avaliação e tratamento.

 

Decidir qual é o melhor tratamento para cada paciente, porém, nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso tenho me dedicado nesses quase 20 anos de profissão a fazer especializações e cursos com evidências científicas, como a RPG (Reeducação Postural Global), a osteopatia, a mobilização neural, a estabilização segmentar, a ventosaterapia, o kinesio taping, entre outras terapias e técnicas que contribuam para a melhora dos pacientes.

A hérnia de disco é considerada uma patologia extremamente comum, mas que causa séria inabilidade em seus portadores. Em vista disso, constitui um problema de saúde pública mundial, embora não fatal (Long et al.,1996). Atualmente valoriza-se muito o tratamento conservador para esse problema, tratamento esse que consiste no uso de medicamentos prescritos pelo médico (normalmente neurologista), além de fisioterapia. Na maioria dos casos, a cirurgia é uma opção apenas quando os outros métodos já foram todos tentados e não surtiram os efeitos desejados.

 

Mas o que é hérnia discal? Entre os ossinhos da coluna — as vértebras — existe um sistema de amortecimento composto por discos intervertebrais, que, como o próprio nome indica, são discos cuja localização é entre as vértebras e que servem para amortecer impactos à coluna; esse sistema é formado por um ânulo fibroso (envoltório) preenchido por um núcleo puposo (uma espécie de “geleia”). Quando esse disco se desloca além das margens do corpo da vértebra configura-se a hérnia discal. Esse problema ocorre nas regiões cervical (pescoço) ou lombar (região logo acima das nádegas), e pode comprimir nervos, o que causa dores, além de perda de sensibilidade, perda de força e formigamentos.

 

A fisioterapia, através de métodos avançados de tratamento (RPG, osteopatia, mobilização neural), contribui não só para o alívio dos sintomas, mas também para a regressão da hérnia de disco, como podemos ver nas imagens de ressonância magnética: (1) diagnóstico e (2) pós-tratamento de um caso de hérnia lombar tratado por mim.

Dra. Andressa Stefani

15 3527-3005 | 15 99827-0821

Fisioterapeuta

Mulheres, acabou o verão, e agora?

TOP 36: Mulheres: acabou o Verão. E agora?

Fim do verão, viagens, excessos alimentares, praia e piscina. Após os excessos das férias e verão, resta “correr atrás do prejuízo”. As queixas mais frequentes são manchas na pele marrons e brancas, pele envelhecida e queda de cabelos. O que fazer?

Please reload

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing