Escola:

Educação e Princípios

As Irmãs Dominicanas de São José de Ilanz estão celebrando 154 anos de fundação da Congregação, a qual teve seu início no ano de 1865, na Suíça. Foi fundada pelo Padre João Fidel Depuoz; ele ingressou na Ordem dos Jesuítas, mas foi expulso da Suíça com outros Jesuítas.


Certa vez, por ocasião de suas férias, retorna à terra natal e percebe que seu povo sofria com a falta de hospitais e de escolas para as meninas. Decide, então, deixar a Congregação dos Jesuítas e, em 1865, Padre João dá início à sua obra, construindo um Instituto Educacional aberto a todos.
Escolheu o nome CONGREGAÇÃO DO AMOR DIVINO, identificando a síntese de seu objetivo e razão de ser.


Sua meta era FAZER O BEM ONDE HOUVESSE MAIOR NECESSIDADE. Assim, buscou colaboradoras para ajudá-lo a levar em frente a obra e, em 1866, encontra em Maria Theresia Gasteyer a mulher forte que o ajudaria nessa missão.


Padre João Fidel falece em 1875 e Madre Maria Theresia em 1892 – sua sucessora, Irmã Wilhelmine Gasteyer, consegue aprovação, porém adotando as constituições segundo a Ordem Dominicana. Assim, o Instituto se inseriu na Ordem Dominicana e passaram a se chamar “Irmãs Dominicanas de São José de Ilanz”.


Pelo empenho de todas as mulheres que, no decorrer da história abraçaram o mesmo ideal dos fundadores, hoje as Irmãs Dominicanas têm presença difundida pelo mundo, anunciando o grande amor misericordioso de Deus por todos, especialmente, pelos mais empobrecidos e marginalizados.


No Brasil desde 1952, quando, por ocasião da 2ª Guerra Mundial, três Irmãs vieram acompanhando famílias da Europa refugiadas da guerra até Guarapuava, interior do Paraná.
Faz parte da Missão das Irmãs, as Obras Sociais, presentes junto a crianças, adolescentes, jovens, idosos, mulheres e famílias como um todo. Em Itapetininga, têm o Centro Infantil Bem Me Quer e várias outras Obras.

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing