Se não fossem vocês, MÉDICOS...

Melhor caminho
A medicina acompanha a humanidade desde o princípio, haja visto que temos corpos frágeis e que facilmente ficam doentes. Há registros do uso de atividade médica na antiguidade da Grécia, China e Egito. Até mesmo nas tribos indígenas tínhamos a figura do pajé, o curandeiro da aldeia. A palavra tem origem no latim mederi, que significa “saber o melhor caminho” ou “tratar”, “curar”.

 

Símbolo
O símbolo da medicina é o Bordão de Asclépio, que consiste em uma cobra entrelaçada em um bastão. Tem origem na mitologia grega. Reza a lenda que tão bom médico, Asclépio era capaz até de ressuscitar os mortos. Dada a capacidade de trocar de pele, a cobra representa o renascimento. O bastão, por sua vez, é um símbolo de autoridade. Ele representa o poder divino, a quem, apesar dos esforços e habilidades médicas, cabe decidir sobre a vida ou a morte de alguém.

Ainda sobre símbolos
Outra imagem muito popular é a cruz vermelha. Ao pensarmos nela já recordamos dos filmes da 2ª Guerra Mundial. A história do símbolo remonta à organização Cruz Vermelha Internacional, fundada na década de 1860 em Genebra, na Suíça, e atuante em catástrofes e guerra por todo o globo. O vermelho e branco foram escolhidos por serem da bandeira da Suíça, mas por coincidência é de fácil visualização durante um conflito armado (o que ajudou a difusão do símbolo).

 

Sanguessugas
As sanguessugas começaram a ser usadas na Índia há cerca de 2500 anos. E não demorou muito para chegar à Grécia antiga e se difundir por todo o Ocidente. Acreditava-se, na época, que as doenças eram causadas por problemas na concentração do sangue, o que poderia ser resolvido com uma simples sangria. Em meados do século 20, as sangrias foram abandonadas pela falta de comprovação de sua eficácia.

 

Vacina
Foi criada no fim do século 18 por Edward Jenner (1749-1823), que buscava uma cura para a varíola bovina. A doença matava até 40% dos doentes e, entre aqueles que sobreviviam, muitos ficavam cegos e desfigurados. O britânico Jenner descobriu que, se uma pessoa fosse contaminada pela ferida da varíola bovina, uma forma muito mais branda da doença, ficaria livre de pegar a varíola humana. Estava descoberto o princípio da vacina.

 

Missão: viver
Da antiguidade até hoje a mudança é drástica. A invenção de aparelhos e o acúmulo de conhecimento sobre o corpo humano, biologia e química permitiram que atualmente tenhamos altíssimas chances de cura com doenças que até poucos séculos atrás eram praticamente fatais, como a tuberculose, por exemplo. De lá para cá, o que não mudou foi o amor e a importância com que cada médico deve exercer a sua missão.

Kátia Takahashi

Veja o perfil >

Mulheres, acabou o verão, e agora?

TOP 36: Mulheres: acabou o Verão. E agora?

Fim do verão, viagens, excessos alimentares, praia e piscina. Após os excessos das férias e verão, resta “correr atrás do prejuízo”. As queixas mais frequentes são manchas na pele marrons e brancas, pele envelhecida e queda de cabelos. O que fazer?

Please reload

Katia H. Takahashi

Dermatologia, estética e laser
www.katiatakahashidermatologia.com.br
 drakatiatakahashi 
dermacentro.itapetininga

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing