Ceprevi inaugura Jardim Sensorial

Uma das instituições mais sólidas e eficientes de Itapetininga, o CEPREVI – Centro de Pesquisa e Reabilitação Visual de Itapetininga, acaba de aprimorar ainda mais a sua sede com a inauguração de um Jardim Sensorial – um espaço para aguçar os sentidos dos usuários, onde podem ser desenvolvidos sentidos como o tato, paladar, audição, olfato e aprimorar a própria visão. Além de um piso tátil, que favorece na locomoção e autonomia dos deficientes visuais.

O CEPREVI é uma instituição de apoio e prevenção de doenças visuais, muito bem instalado à rua Josepha Zaglobinski Krapf, 932, ao lado do ‘sopão do Bela Vista’. Importantíssimo destacar a gratidão à Casa Espírita Dr. Bezerra de Menezes, que cedeu o prédio onde são desenvolvidas as atividades.

Nossa equipe foi visitar e conhecer o novo Jardim Sensorial e compartilha para conhecimento da comunidade, esta que é uma das mais organizadas e eficientes instituições da cidade, prestando serviços de excelência para deficientes visuais de Itapetininga e mais 7 cidades da região.

Uma gestão envolvida e comprometida, onde os diretores do CEPREVI são voluntários e ainda contribuem mensalmente com uma pequena quantia em dinheiro, conforme prevê o seu estatuto.

São mais de 15 anos de atividade, desde abril de 2003, até chegar a ser referência em cuidados de deficientes visuais. Hoje são 13 profissionais técnicos, como terapeutas ocupacionais, fonoaudióloga, fisioterapeutas, assistente social, psicóloga, pedagoga....

Com instalações amplas (mais de 670m²) e muito bem organizadas, o CEPREVI oferece salas de AVD – Atividade de Vida Diária, visando ensinar o deficiente visual a desenvolver autonomia para sua rotina de vida.

Atualmente, são cerca de 100 usuários que frequentam a sede em atividades pedagógicas ou clínicas, ao menos duas vezes por semana, e servindo-se de transporte oferecido pela Prefeitura de Itapetininga – que também mantém convênios com as secretarias da Promoção Social, Saúde e Educação para viabilizar os profissionais.

Destaque, também, para a Biblioteca com rico acervo em braile e letras grandes, além de aulas de alfabetização em braile.

Além de atender deficientes visuais, com prioridade para crianças, o CEPREVI atende adultos e idosos em grupos, com atenção às famílias, que frequentam reuniões mensais de acolhimento e apoio aos deficientes visuais.

Entre os projetos prioritários do CEPREVI, destacam-se os programas de habilitação, reabilitação e inclusão social, como: intervenção precoce com bebês visando estimular desenvolvimento máximo de suas potencialidades; orientação e mobilidade (técnicas para o uso da bengala); informática adaptada; orientações para o mercado de trabalho; esportes adaptados (GOALBALL e natação); suporte psicossocial e muita solidariedade e atividades sociais.

Ficam todos convidados a visitar o CEPREVI e conhecer as tarefas e projetos lá desenvolvidos e aplicados, bem como unir forças para fortalecê-lo ainda mais!

O CEPREVI é uma instituição Top da Cidade!

 

Legendas:

Alcideney Scheidt e Ana Maria Murosaki Marczuk: dois dedicados à causa!

 

O Jardim Sensorial foi pensado e criado como recurso terapêutico, constituído a partir dos sentidos do corpo humano: tato, através das diversas texturas; audição, com os repuxos d’água e som ambiente; visão, através das cores exuberantes e contrastes, formas e volumes; olfato, com os aromas das espécies de plantas; paladar, que é estimulado através de temperos, frutas e ervas comestíveis; vestibular, através da rede suspensa.

©2018 desenvolvido por Gustavo Matheus