Laserterapia:

Um novo recurso

na Clínica Fonoaudiológica

    A Fonoaudiologia conta atualmente com mais um novo recurso terapêutico: a chamada Laserterapia.

   Esse recurso consiste no uso do laser de baixa potência, aplicando-se comprimento de onda e dose específica, dependendo do objetivo terapêutico a ser alcançado. Pode ser feita isoladamente ou como coadjuvante em diversos processos, favorecendo o reparo tecidual, a redução da dor, drenagem de edemas, resolução de inflamações, dentre outros.

 

  O laser tem efeito fotobiomodulador, sendo um método não invasivo, rápido, indolor, não medicamentoso e sem efeitos colaterais. Tem sido bastante utilizado e estudado pela Odontologia Enfermagem, Fisioterapia e mais recentemente pela Fonoaudiologia.

     Na Fonoaudiologia, esse recurso pode ser um grande aliado em diversas áreas de atuação, sobretudo relacionadas à motricidade orofacial, à disfagia (distúrbio de deglutição) e à voz.

Alguns exemplos de indicações para seu uso na Clínica Fonoaudiológica:

- modulação do fluxo salivar para pessoas com xerostomia (boca seca), ou o contrário, com a presença de sialorréia (baba intensa);

- estimulação do paladar;

- auxílio no aleitamento materno indicado para redução de dor e regeneração tecidual nos casos de traumas mamilares como presença de fissuras mamárias;

- para diminuição da dor facial, nas disfunções de ATM;

- em pós operatórios de face para estimular a adequação da sensibilidade e drenagem;

- nas Paralisias Faciais;

- potencialização do exercício orofacial miofuncional com melhora no desempenho muscular;

- na performance vocal, entre outros.

          Se ficou interessado em saber mais a respeito entre em contato pelo telefone ou pelo emai-l da Clínica.

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing