Odontólogos

Há um sorriso para cada momento. E para essa matéria um especial para homenagear os profissionais que realmente nos deixam de boca aberta.

 

PATRONO

Abril nos lembra um famoso dentista do Brasil: na década de 1780, Joaquim José da Silva Xavier, Tiradentes, já exercia seu ofício, aprendido com o padrinho Sebastião Ferreira Leitão. Habilidade rara naquela época. Em maio de 1789, quando foi preso e condenado, seu último confessor, frei Raimundo Pennaforte, relata que Tiradentes “tirava com efeito dentes com a mais sutil ligeireza e ornava a boca de novos dentes, feitos por ele mesmo, que pareciam naturais”.

 

HISTÓRIA

Na casa de Tiradentes, em Vila Rica, foi encontrado cinco pratos de pó de pedra branco, dois frascos de vidro grandes, duas garrafas finas pequenas, uma peneira de seda e instrumental de dentista. Os instrumentos fazem parte da reserva técnica do Museu Histórico Nacional (RJ). São dois fórceps, duas chaves de extração e uma espátula.

 

INÍCIO

O primeiro documento no Brasil a citar a palavra dentista foi o Plano de Exames da Real Junta do Protomedicato, de 23 de maio de 1800, assinado pelo príncipe regente D. João. E exigia que o dentista passasse por um exame para avaliação de conhecimento parcial de anatomia, métodos operatórios e terapêuticos.

 

REAL

Com a vinda da família real para o Brasil, em 18 de fevereiro de 1808 é criada a Escola de Cirurgião, no Hospital São José, na Bahia, e em 5 de novembro, a Escola Anatômica Cirúrgica e Médica do Hospital Militar e da Marinha. Esta, em 1832, seria transformada em Faculdade de Medicina.

 

HOMENAGEM

No dia 25 de outubro de 1884, o Decreto de Lei nº 9.311, criou os primeiros cursos de graduação em Odontologia no Brasil, nos estados da Bahia e Rio de Janeiro. Mais tarde, o Conselho Federal de Odontologia oficializou a data como o Dia Nacional do Cirurgião-Dentista.

 

ITAPETININGA

Temos vários dentistas em nossa cidade. Escolhi esses amigos para homenagear toda a classe:

DECANO

Miguel Terra Domenici. São Miguelense nascido em 27 de maio de 1938. Fez seus primeiros estudos em sua terra natal e, aos 8 anos, já trabalhava como engraxate na praça central da cidade. Fez o curso ginasial, colegial, científico e normal em Itapetininga. Por alguns anos lecionou Biologia no Ginásio Estadual "Virgilio Mainardy", em 1962, em São Miguel Arcanjo. Estudou Odontologia na PUC de Campinas e foi clinicar em sua terra natal de 1960 até 1972. Nesse interim chegou a se eleger vereador e presidente da Câmara naquela cidade, depois adotou a Terra das Escolas onde mora e trabalha até os dias de hoje. Casado, em primeiras núpcias, com Da. Sarah Leite e posteriormente com Sra. Suely Brandão. Possui 5 filhos, 6 netos e 1 bisneto. Está completando 58 anos de vida profissional como dentista. Na década de 70, juntamente com os colegas Roberto e Geraldo Lara, Adherbal, Pedro Pires e Uri Valentim, fundaram o Centro Odontológico de Itapetininga. Em sua bagagem carrega também formação em Relações Públicas, especialização em prótese dentária, Radiologia e capacitação em implantes dentários. Foi presidente da APCD onde é membro ativo desde a fundação. Possui Diploma de Mérito "Santa Apolônia" e comenda do Conselho Regional de Odontologia do Estado de São Paulo, CROSP. É o decano dos dentistas de Itapetininga que ainda exercem a profissão. Seu lema: "Melhorar a qualidade de vida das pessoas"

 

ESTUDIOSO

Um dos mais jovens odontólogos de Itapetininga, Felipe Thibes Galvão, nasceu em 25 de janeiro de 1982 aqui na Athenas do Sul. Aqui fez seus estudos iniciais e partiu para a PUC, sendo então graduado como Cirurgião Dentista. Mas não parou por aí. O danado habilitou-se também em Laserterapia, Analgesia Relativa, Sedação Consciente com Oxido Nitroso, especialista em seis áreas, sendo elas, Odontologia Legal, Odontologia do Trabalho, Cirurgia Plástica Periodontal, Gestão Pública em Saúde, Periodontia e é Mestre em Endodontia. Desde a sua formação atuou em diversas instituições de ensino na modalidade pós-graduação nas áreas de Implantodontia e Cirurgia Oral Menor. Foi Secretário da Saúde no município em 2012 atuando no fortalecimento da Atenção Básica, na prevenção de moléstias crônicas (diabetes e hipertensão). Continua colocando mais bagagem em sua vida profissional: agora está realizando uma pós-graduação em Periodontia pela FOP-Unicamp e registro em aluno especial de Doutorado em Biologia Buco-Dental. Casado com a Sra. Mayara Goes (graduada em Odontologia e Enfermeira Pós-graduada) e possuem dois filhos.

 

ARTISTA

Nascido e criado na Terra das Escolas, Roberto Lima de Lara é um dos mais conceituados dentistas de nossa cidade. Estudou no Instituto Peixoto Gomide, fez parte do Grêmio Estudantino Fernando Prestes e se formou odontólogo pela PUC de Campinas. Foi dirigente do jornal "O Siso' e militante da progressista JUC - Juventude Universitária Católica. Um dos fundadores da Associação Odontológica de Itapetininga em 21 de abril de 1960, (escolhido para homenagear Tiradentes), com seu irmão José Geraldo e Hely Trench - nessa época Itapetininga tinha apenas 18 dentistas. Em 1961 optaram pela filiação na Associação Paulista dos Cirurgiões Paulistas. Lara também foi assessor de Cultura nas gestões dos alcaides Walter Cury e também de Fernando Rosa. Na gestão de Roberto Ramalho foi Secretário da Saúde. Exemplar pai de família, Lara casou-se com a Sra. Elza de Lara, possuem as filhas Elza, Roberta e Helena. Também é admirado pelos seus dotes artísticos nas artes plásticas, pintor de grande qualidade, inclusive tem um de suas obras selecionadas pela UNIFIEO para acervo dessa Faculdade em Osasco. Aposentado como dentista, nunca esqueceu sua nobre profissão, por muito tempo foi cirurgião-dentista no Centro de Saúde Dr. Roberto Afonso Placo, desde 1975 - época em que, lembra ele, 'aprendeu a gostar da Saúde Pública'.

Esses dentistas são TOP!

Geraldo Toledo

Veja o perfil >

Querida Itapê

"Do que fôra a capela de outrora, marco erguido em manhã de ouro-azul, nossos olhos contemplam agora, esta jóia que é a Atenas do sul" - assim começa o Hino de Itapetininga. Outro verso continua com. "Teu valor, tua grandeza presente, que teus filhos, lutando forjaram, é o fruto da opima semente que ...plantaram!"

A sétima arte

Veja a história dos cinemas que existiram em Itapetininga, e mais sobre a arte do cinema

Querida Mulher

A mulher é vida. Ela dá vida. Ninguém espelha tanto a esperança quanto a mulher, ninguém!

Please reload

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing