‘PEIXINHA É’

Pai ensina tino comercial e liderança às filhas

1/5

Pai de três meninas, Oswaldo Benedito de Oliveira, de 74 anos, viu nas filhas (Giovana, Simone e Rose) a possibilidade de ensinar tudo o que aprendeu de uma vida toda de trabalho no comércio. O empresário, que gerencia as Lajes Soares desde a década de 80, nem ficou sabendo, mas a Revista Top da Cidade visitou uma de suas herdeiras, a também comerciante Giovana de Oliveira Medeiros, de 28 anos, empresária da Opus’6.

 

Confira como foi nosso bate-papo:

Top: Qual é a história de seu pai?
Giovana: Meu pai veio de Sorocaba com minha mãe na década de 80. Ele e um irmão compraram a Lajes Soares de outra irmã e, há mais de 30 anos, gerencia a loja.

 

Como é sua relação com ele?
Ótima. Ele me ensinou tudo o que sei. Desde minha base ética e moral até minhas habilidades de comerciante.

O que mais você aprendeu com ele?
Tudo! Como liderar perante os colaboradores, como fazer negócios. Ele sempre foi um bom exemplo, me ensinou menos falando e mais com atitudes. Aprendi mais observando do que ouvindo.
 

E você começou a trabalhar cedo?
Muito. Minha mãe, Heliérdia, contava que me levava para o trabalho desde os 15 dias de vida (risos). Comecei a trabalhar de verdade aos 16 anos com ele nas Lajes Soares. Fiquei mais de dez anos lá, até que há alguns anos minha mãe faleceu e comecei a gerenciar a Opus’6.

 

Você tem filhos?
Sim, tenho a Luísa de 4 anos.

 

E como é o seu Oswaldo no papel de avô?
Ele é ótimo avô, mas mima demais (risos). Às vezes quando estou chamando a atenção da Luísa, ele quer entrar no meio da conversa para defender a menina. Curioso é que estou educando a minha filha da mesma forma que fui educada, isto é, buscando dar autonomia a ela desde cedo. E assim como eu, logo aos 15 dias de vida, ela também estava aqui comigo no trabalho.

 

O que você diria para seu pai?
Pai, sou péssima nisso como você (risos). É que somos muito de exatas, números e não palavras. Mas, falando sério, diria que tudo o que sou hoje é graças a você e a minha mãe. E que eu te amo!
 

©2018 desenvolvido por Gustavo Matheus