Cães da PM: nossa feroz segurança!



“Os cães trabalham na PM!”, diz o Capitão PM Júlio César da Costa, Comandante da 2ª Cia., com base em Tatuí.


Ele explica que os cães trabalham no policiamento preventivo, acompanhando a escala de serviço. “Trabalhamos em apoio a ocorrências, principalmente localização de drogas. Atualmente, nosso plantel é de 9 cães”.


Eles são acionados para apoiar outras modalidades de policiamento, como a Rádio Patrulha e Força Tática e Rodoviária, mas se chamados, também apoiam o Poder Judiciário.


“Ocorrências com tráfico de drogas, para localizar as drogas em terrenos baldios, veículos, caminhões, pois os meliantes escondem em fundos falsos”, explica Júlio César.


"Trabalhamos em apoio a ocorrências, principalmente localização de drogas."

Os cães se aposentam após 8 anos de trabalho, mas a rotina é dura: dia sim e dia não. São alimentados 2 vezes por dia, de manhã e a noite. Banho a cada 15 dias. Treinam todos os serviços do policial militar. E trabalham em média de 6 a 8 horas por turno.


O adestramento exige cerca de 2 anos, para ficarem prontos, mas antes disso eles saem para a rua fazer ambientação e socialização.


Os cães são da raça Pastor Alemão, Labrador e Pastor-belga Malinois.




©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing