Casa do Bosque: Aprovada!



Ao fundar a primeira escola Waldorf, Rudolf Steiner não estava pensando apenas na educação de crianças. Ele ao mesmo tempo visualizou a escola como um espaço de aprendizagem social para todos os envolvidos: alunos, pais, professores, administradores e até a comunidade mais ampla em torno da escola. Ela busca o envolvimento de todos os seus atores numa gestão compartilhada.

Entretanto, este objetivo não é o caminho mais fácil; ele precisa de uma estrutura e forma de funcionamento que facilita a participação e demanda o desenvolvimento de habilidades interpessoais. Ou seja, além do desafio da consistência e qualidade da Pedagogia, há o desafio da qualidade institucional, aquela que melhor dê condições para um organismo social vivo.

Pronta para ser filiada, imóvel aprovado, instituição estabelecida legalmente, procedimentos respeitados por toda comunidade, vida associativa consistente, práticas pedagógicas reconhecidas e acompanhadas por um tutor, maioria dos professores formados em Pedagogia Waldorf, colegiado organizado e conferência interna atuante, grupos de estudos permanentes...

O trecho acima é parte do documento da Federação das Escolas Waldorf do Brasil (FEW) para a implantação de uma instituição que, em nosso caso, desde 2015 como iniciativa Waldorf, almejamos, e são alguns dos requisitos básicos para se tornar uma ESCOLA WALDORF reconhecida, como hoje somos.

Todos que fazem ou fizeram parte desta caminhada sabem o valor que essa conquista tem e hoje podem desfrutar conosco dessa vitória que marca o começo de mais uma etapa de nossa escola, com mais responsabilidade, mais respeito e seriedade e, mais do que isso, com mais alegria, forças renovadas e a certeza de que todo esforço tem valido a pena.

Parabéns a todos e todas!

Parabéns à nossa Casa do Bosque: a escola Waldorf de Itapetininga.








Posts recentes

Ver tudo

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing