Gente de Itapê na Arte e Cultura

Atualizado: Out 23

Ninguém segura Lê Pingo!


Leandro Camargo Oliveira, ou apenas Pingo, para os amigos, tem o mundo para conquistar!


Ele mesmo se audefine: "Sou tetraplégico desde fevereiro de 2000, escrevo, pinto tela, faço parte da APBP. Sou sonhador nato, sempre acredito que amanhã será melhor que hoje!” Ele se refere à Associação de Pintores com a Boca e com os Pés - APBP, no caso dele, com a boca.


O pai Jonas e a mãe Neusa são pilares importante na vida de Pingo, que transformou-se em um importante artista, super ativo nas redes sociais e ... corinthiano.



Acompanhe e se encante com Lê Pingo!

www.lepingo.com.br

Instagram: leandro.lepingo

Facebook: Leandro.Lepingo.Tetra



César Henrique: revelação na mídia!


O jovem e determinado César Henrique acaba de receber mais uma conquista em sua trajetória musical: o prêmio 'Revelação na mídia'!


Em solenidade realizada na noite de 28 de setembro, 'Cesinha', como é conhecido em Itapetininga, teve sua carreira prestigiada com o Troféu Revelação.


Esse garoto é Top!!!



Fábio Jurera: arte de corpo e alma



Idealizador do Grupo Tapanaraca - já próximo de contar com duas décadas de palco, Fábio Jurera é um artista multimídia, que dirige, encena, ensina jovens, produz videoarte... Um incansável pelo amor à Cultura!



Nós temos Casa Kennedy!


Walkiria Paunivoc
Jorge Paunovic

O Centro Cultural Brasil Estados Unidos - CCBEU foi fundado em 1948, por iniciativa da artista plástica Maria Prestes.


O CCBEU liderava um grande movimento de arte na região, através de famosos Salões de Arte e exposições frequentes. Também abriga o Museu de Arte Carlos Ayres, desde 1968 por uma iniciativa que teve à frente o saudoso artista plástico Carlos Ayres e o Professor Antonio Arthur de Castro Rodrigues.


Atualmente, retoma sua importância na preservação e produção de Cultura, tendo o casal Walkiria e Jorge Paunovic à frente do Museu Carlos Ayres e do CCBEU, respectivamente.



Imagens e Sons de Itapetininga em boas mãos



Itapetininga é das pouquíssimas cidades que possuem um MIS - Museu da Imagem e do Som, com rico acervo, a ser dirigido e cuidado por pessoas físicas particulares; portanto, privado.


O MIS de Itapetininga possui um dos maiores acervos do país. É mantido graças ao trabalho voluntário de seus dirigentes. São quase 200 DVDs de relatos, filmes e documentários históricos. O vídeo mais antigo é de 1920, uma raridade considerando que as filmagens começaram em 1895. É uma gravação da Festa do Divino na cidade, que teve a participação do então governador do Estado de São Paulo Júlio Prestes. Há também mais de quatro mil fotos antigas...


É uma ONG fundada há cerca de 20 anos, tendo à frente o dr. Roberto Soares Hungria, Helio Rubens de Arruda Miranda, Alberto Isaac, Carlos José de Oliveira e Silas Ghering Cardoso.



A dama do teatro é amor!

Leomira Camargo Nunes tem uma trajetória de dedicação ao teatro incomparável. Assim como é impossível contabilizar quantas pessoas já levou aos mais diversos espetáculos...


Lidera o grupo ‘Vamos ao Teatro’ e só agrega elogios às excursões sempre muito animadas.


Leomira não esquece o lado social e, todo ano, dedica oportunidade para que instituições sociais possam levar seus jovens às maiores e melhores produções artísticas.



Mito ou Lenda? Maria Menk é real!



A profª aposentada Maria Menk é uma artista completa: escreve e desenvolve os personagens que ilustram as suas incríveis Lendas de Itapetininga e Região - reunidas em dois livros, que resgatam a riqueza da literatura oral do interior paulista.


Junto à sobrinha Luciane Camargo, a professora não poupa esforços para compartilhar seu conhecimento pelas escolas da cidade.




CASI e Museu Ferroviário


O CASI - Clube Atlético Sorocabana de Itapetininga é uma instituição que faz parte da história de Itapetininga, pela sua importância na formação cultural e esportiva.

Coleciona títulos importantes de suas equipes esportivas.


Agrega, em seu acervo, uma Maria Fumaça e centenas de peças de importância histórica no MFI - Museu Ferroviário de Itapetininga.


Recentemente, teve todo o seu patrimônio em risco de transformar-se em empreendimento imobiliário por negligência de alguns dirigentes, mas um grupo de amigos da cidade uniu-se para proteger um patrimônio que pertence a todos.


Atualmente, vive momentos de grande expansão e retomada da sua importância.


É dirigido pelo casal Lilia e Carlos Eduardo dos Santos, que contam com um grande número de apoiadores, incluindo muitos ex-ferroviários.




©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing