José Mario Oliveira: Meu pai...Moacyr Oliveira


Jamais pensei que para piorar ainda mais um ano tão turbulento, horrível, cheio de mortes, perdas de amigos e pessoas queridas através dessa pandemia que assola o mundo em 2020, eu iria perder o meu Pai, meu chão, meu conselheiro, meu tudo !!!!

Uma pessoa que todos, eu disse, “todos” em nossa querida Itapetininga amavam!!!! Nos meus 37 anos, eu nunca encontrei alguém que falasse mal dele ou que não gostasse de sua pessoa, muito ao contrário, todos falavam dele com muito carinho!!!

O meu orgulho era chegar num local e ouvir as seguintes frases: “Você é filho do Moacyr Oliveira!!! Nossa! Eu ouvia muuuito seu pai na rádio”...“O melhor locutor da cidade”...“Moacyr? conheço muiiito!”... “Um excelente radialista, vereador”.... entre tantas outras coisas...

Meu Pai, além de todas essas qualidades, foi um excelente avô, das três netas que teve (minhas filhas), um excelente funcionário da Sabesp, membro atuante e participativo na Igreja católica a vida toda, ora como Ministro da Eucaristia, ora como narrador e locutor de momentos importantes, como a tão esperada “Coração de Nossa Senhora”...

Para mim e para toda família ficam a dor, a saudade, o vazio... e alguns questionamentos, tipo: “Por quê tão cedo”? “Poxa, ele havia acabado de fazer 73 anos em setembro”... era um homem forte... será que era a hora mesmo??

Porém, nós não somos Deus... e não devemos ficar questionando seus desígnios !!!

Meu pai sempre foi um homem muito independente, nunca precisou de ninguém pra nada!!! E após a sua cirurgia de apendicite e ficar vários dias internados, ele certamente não voltaria 100%, voltaria muito debilitado, acamado e dependente de cuidados.

Ou seja, ele iria sofrer muito... e todos que o amam sofreriam também...

Cabe a mim, como filho, e agora com a missão e responsabilidade de “homem da família”, cuidar da minha mãe, irmãs e irmão caçula, ser forte e seguir o legado deixado por um ser humano tão fantástico, como o amado e eterno.... Moacyr Oliveira !!!


José Mário com as filhas Maria Eduarda,

Ana Beatriz e a caçulinha Yasmin


Nota da Redação:

Os amigos que Moacyr Oliveira conquistou na vida são muitos; principalmente pela boa companhia que era, sempre pelas boas palavras e espírito positivo – que contagiava a todos.

Nós, da Revista Top da Cidade, lamentamos sua partida, mas optamos por fortalecer suas palavras e nos solidarizar com a família.

Parabéns, Zé Mário, pelo artigo emocionado e emocionante. O Bem e a Bondade são seus maiores legados.
















Posts recentes

Ver tudo

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing