O Bailado no Brasil - Parte 9


Tadeusz Morozowicz, nasceu em 24 e abril de 1900 na Polônia (Varsóvia) e faleceu em Curitiba no dia 04 de janeiro de 1982. Vindo da tradição de sete gerações de artistas, recebeu o incentivo e herdou a sensibilidade para as Artes.


Seu pai, Henrique Morozowicz, foi diretor de teatro e escritor. Sua mãe Natália foi atriz dramática, completando 65 anos palco aos 86 anos de idade, quando foi homenageada pelo governo e pelo povo polonês. Seu irmão Stefan foi ator e escritor. Rufen, um de seus tios, foi ator cômico famoso.


Tadeusz iniciou seus estudos aos sete anos de idade, recebendo aos 12 anos um prêmio de melhor aluno da Ópera de Varsóvia. Completou seus estudos de Ballet em 1918. Em Moscou, estudou arte dramática com Stanislavski. Em Kiev, concluiu com distinção um curso da Escola Superior de Coreografia. Estreou como coreógrafo da Ópera de Kiev obtendo grande sucesso. Representou, em russo, no Teatro de Solowkow, e, em

polonês, no Teatro de Estanislava.


Wysocka e Francisco Rychlowski viajaram muito com a família em tour pela Europa com o coreógrafo Kuzniezdo. Trabalhou também no Teatro Municipal de Varsóvia. Esteve pela primeira vez no Brasil em 1926, como coreógrafo e solista do Teatro Lírico de Milão, empresariado pela Scott, que recebeu também as medalhas “Marechal Magalhães” e do polonês “a Gran Cruz de Mérito da Polônia Restituída”. A maior emoção de Tadeusz foi ter sido escolhido para saudar o Papa João Paulo II por ocasião de sua visita ao estádio Couto Pereira, em Curitiba e às portas da Casa Típica polonesa no dia 05 de julho de 1980, quando o Papa anunciou o Evangelho aos paranaenses. Na mesma ocasião o grupo folclórico polonês se apresentou e recebeu a consagração nacional, sendo notícia internacional. A revista “Quem” número 27, do mês e setembro de 1980, publicou uma longa entrevista com o mestre Tadeusz, pelo jornalista Aramis Millarch.


Deixou a esposa e três filhos artistas. Henrique de Curitiba, compositor clássico; Milena, coordenadora do Ballet; Morozowicz e Norton, solista da Sinfônica Brasileira.


Quem conheceu o Professor Tadeusz é testemunha de uma personalidade exemplar de abnegação e pureza de alma, desprovida de mesquinhez, não medindo esforços a favor da arte. Vimo-lo no dia 03 de novembro de 1981, juntamente com sua filha Milena e mais duas professoras de ballet de Curitiba, ir pessoalmente receber a Comitiva do CBD (Conselho Brasileiro de Dança) no Aeroporto de Curitiba por ocasião do II Encontro das Escolas de Dança do Paraná que foi realizado no Círculo Militar do Paraná.


Personalidades de vários países do mundo da dança vieram realizar esse encontro.


Por Diva Straub Leite













©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing