O que estamos comunicando?

Como comunicadora e psicanalista tenho observado muito o comportamento humano nessas últimas semanas e, confesso, tenho me assustado com a comunicação violenta que está atingindo a todos.


Fazem protestos por causas justas mas perdem a razão quando isso vira baderna.... fazem posts nas redes sociais com boa intenção e, quem não concorda, aparece com pedras na mão para atirar...


Sinto que está sendo um momento em que todos querem ser ouvidos, mas nem sempre sabem o que querem ou como falar.


(...) se a comunicação externa está se dando dessa forma, como está sendo a comunicação dentro de casa?

Então, com esse olhar, me peguei pensando: se a comunicação externa está se dando dessa forma, como está sendo a comunicação dentro de casa?


Como os filhos estão observando e absorvendo essa comunicação violenta dos mais velhos, que deveriam ser exemplo? Confesso que tudo isso me preocupa...


Se os filhos são o espelho dos pais, o que os pais estão passando de imagem para os filhos?


Escuto de muitos adolescentes um certo medo em relação ao modo como os mais velhos estão agindo nesse momento de pandemia, um discurso violento e agressivo independente da bandeira que estão levantando.


Muitas vezes, ficam confusos e até indignados com algumas reações e ações. Falo do medo, pois muitos se fecham e não conseguem se comunicar, dar sua opinião, com receio de serem reprimidos e/ou até punidos.


Que futuro melhor queremos para as crianças e adolescentes se os exemplos de hoje estão nessa linha? Como será? (Boa pergunta, né?).


Enfim, fica aqui a reflexão para todos: a maneira como nos comunicamos com o mundo é a maneira como o mundo vai se comunicar com a gente.


Se precisar conversar, conte comigo!



Vitória Terra Miranda

Comunicóloga e Psicanalista Clínica

WhatsApp: (15) 98119-8145














©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing