O toque de caos iluminando a alma


“Parece ironia... querer viver a juventude no ano da pandemia”... essa frase define a maior parte dos adolescentes no momento. É tão confuso tudo o que está ocorrendo, afinal, infelizmente demoramos tempo demais para nos conscientizar realmente do que estava acontecendo, cair na real, e agora, estamos vivendo tudo como um baque.

De uma semana para a outra, as escolas foram fechadas, shows e viagens foram cancelados, seus pais não te deixam mais ir a rolês ou ver seus amigos e parece que você vai surtar a qualquer momento pois, não aguenta mais ficar em casa sem fazer nada.

É interessante pensar que, mesmo que antes não fizéssemos nada, a ideia de não poder, de estarmos proibidos de sair e fazer alguma coisa, isso nos afeta de forma horrível.

E tentamos buscar consolo na TV ou na internet, mas todos os produtos midiáticos só falam de um único assunto: Covid-19. Então, como nos distrair? Como não perder o foco nos estudos, mas também, não endoidar?

Às vezes, é de extrema importância em um momento como este que tiremos um tempo para cuidar de nós mesmos, da nossa própria saúde mental. Se desligar um pouco das redes sociais e da internet no geral, pegar um livro para ler (pode ser fantasia, romance, suspense, qualquer um que te tire da realidade e te faça delirar por algo bom), assistir a um filme, ouvir a sua música preferida, praticar exercícios e até mesmo fazer um 'spa day'.

Se você já pratica um esporte ou um tipo de dança, é importante que não pare de treinar e ensaiar nesses momentos. Muitas vezes pode lhe fazer muito bem e distrair, além de trazer grandes benefícios para a saúde (o que é de extrema importância no momento).

Cuidado para não se perder dos estudos, se a sua escola infelizmente não está dando algum tipo de conteúdo; procure videoaulas, revise a apostila, procure saber sobre a matéria do próximo bimestre, refaça tarefas e trabalhos.

Você pode tentar descobrir novos hobbies como: começar a pintar, praticar yoga, aprender uma nova língua, começar a dar estrelinha, escrever uma história, maratonar uma série nova ou criar um blog. Devemos tentar nos reencontrar com o nosso interior, a verdade escondida em nossos corações, com a nossa família. Mesmo convivendo diariamente uns com os outros, sempre parecemos estar distantes, não sabemos o que se passa realmente com aquela vida ali e talvez nesse momento, o vírus tenha vindo como algo até para nos beneficiar nessa questão.

Fazer que com enxerguemos além de nós mesmos, olhar o outro com mais carinho, atenção e principalmente amor. Voltar a nos mostrar como amantes de nossos próprios familiares e nos reaproximarmos, pois, muitas vezes a família cura.

Há muitas coisas que se pode fazer nessa época de tanto caos e medo, o importante é manter a mente funcionando, ter muita fé e, por mais que precisemos nos manter informados de tudo, é bom também se manter distraído e confortável, não entrar em pânico.



Por Maria Luiza Weiss

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing