Relacione-se melhor
com você e os outros!

Olá, espero que esteja tudo bem contigo! Você já reparou o quanto a nossa falta de atenção afeta negativamente a nossa comunicação e, conseqüentemente, as nossas relações interpessoais? Quantas vezes estamos conversando com nossos filhos, cônjuge, colegas de trabalho ou com algum conhecido, e o nosso pensamento está divagando, pensando em coisas do passado ou do futuro, completamente distante do momento presente e do que a pessoa está falando? Por não escutarmos atentamente o outro, por vezes damos respostas "atravessadas", gerando conflitos, deturpações e mal-entendidos, prejudicando o nosso relacionamento pessoal. Outras vezes, falamos sem pensar, de forma impulsiva e reativa, gerando mágoas, tensão e o afastamento das pessoas. 

 

A comunicação saudável e consciente pode ser resultado de estarmos atentos no momento presente, sermos abertos, aceitarmos o outro tal como ele é, sem julgamento, com gentileza e compaixão, ou seja, adotando mindfulness em nossas vidas.
Comunicamo-nos para sermos compreendidos e compreendermos os outros. Mas, será que no nosso dia a dia estamos escutando realmente as pessoas? Dando a elas a atenção que precisam e merecem? Estamos tratando os outros da forma como gostaríamos de ser tratados? O tom de voz que empregamos é amigável e gentil, ou imperativo, coercitivo e irônico?

 

A escuta plena e a fala amorosa são instrumentos que podem estabelecer e restaurar a comunicação entre as pessoas. Assim, ao conversarmos com outra pessoa, seja ela quem for, busquemos escutá-la com a mente e o coração, prestando menos atenção aos nossos pensamentos e mais atenção ao outro. 

 

Por outro lado, algumas vezes somos condescendentes, ou seja, tolerantes e flexíveis com os outros, tendo, inclusive, bons relacionamentos interpessoais, mas extremamente rigorosos e críticos com nós mesmos. Precisamos estar alertas quanto a esta questão, pois conforme o escritor americano Zig Ziglar: "A pessoa mais influenciável com a qual você falará todos os dias é você. Tenha cuidado, então, com o que você diz para si mesmo". 

 

Sabemos que a autocrítica é um fator importante para o nosso crescimento pessoal, e, quando utilizada corretamente, contribui para sermos pessoas melhores, pois envolve o reconhecimento das qualidades e dos defeitos do nosso caráter, ou ainda, os acertos e erros de nossas ações. A autocrítica pode nos dar uma ideia clara de quem realmente somos, sem subterfúgios. Porém, ao utilizarmos a autocrítica de forma exagerada e enxergarmos somente o nosso lado sombra e os aspectos que precisamos melhorar, ela poderá ser devastadora, comprometendo de maneira negativa a nossa autoimagem e autoestima. Assim, dependendo de como nos vemos, da linguagem interna dos nossos pensamentos e emoções, isso poderá afetar o relacionamento com nós mesmos e os outros.

 

Se você deseja melhorar sua comunicação,  relacionamentos interpessoais, ser mais autocompassivo, e, em contrapartida, reduzir sua ansiedade, estresse, insônia, depressão, dores crônicas, dentre outras patologias, beneficiando-se das práticas e técnicas de Mindfulness, te convido a participar do Curso Semi Intensivo de Mindfulness para Qualidade de Vida e Redução do Estresse.

 

Informações e inscrições: selenesacadura@hotmail.com ou pelo WhatsApp (19) 99959-1601.

Espero você.  
Grande abraço e um mês pleno de paz, alegria e bons relacionamentos!

Selene Sacadura
(15) 99142.5242 | (19) 99959.1601

•    Cursos  

•    Treinamentos
•    Workshops  

•    Palestras

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing