Rodrigo Moraes faz balanço e comemora sucesso do Vôlei de Itapetininga 

Oficialmente, a equipe de vôlei de Itapetininga nasceu em 2017, com a Associação Itapetininga de Vôlei, uma entidade sem fins lucrativos, mantenedora do time profissional masculino.

Mas, no coração de Rodrigo e sua esposa – a administradora Magali, o sonho de proporcionar uma equipe de vôlei para a cidade já passa de 15 anos.

“Eu ainda jogava no mundo árabe e já conversávamos sobre nossa cidade ter uma equipe; sempre vislumbrei essa realidade”, contou Rodrigo Moraes, ou ‘Rodrigo Canhoto’, como ficou conhecido no mundo esportivo – em todo o mundo, mesmo!, já que sua carreira enquanto profissional extrapolou (e continua extrapolando) as fronteiras brasileiras.

Atualmente, ele acumula a liderança do Vôlei Um com sua empresa esportiva – a DM7 Sports, com atletas contratados em todos os continentes.

            “É uma ferramenta poderosa para uma cidade, tem um time profissional, de ponta, em um esporte tão popular como é o vôlei”, reitera. “É transformador! Eleva a autoestima da cidade! Empolga a população; a comunidade empresarial tem mais otimismo; a cidade fica mais positiva; é a cidade caminhando para a frente! É um excelente marketing para a cidade”, conta em entrevista exclusiva para a Revista Top da Cidade.

 

Projeto Social – uma das pérolas de Rodrigo é a possibilidade de usar o vôlei como ‘ferramenta’ de desenvolvimento. Levamos os jogadores a toda rede escolar do município, inclusive distritos, como Rechã ou Gramadinho.... “É um contato importante para nós e para a população. Os heróis das crianças estavam apenas nas telas de TV... distantes; agora, eles param, tiram fotos, fazem selfies, conversam nas ruas, nos restaurantes.... Os ídolos estão aqui!”, frisa o nosso campeão. Ele sabe o quanto é importante esse contato com a população – para os dois lados: para os atletas e para a comunidade.

            “Além das aulas do Projeto Social, tem as aulas de inglês. Aprender um novo idioma, é uma preparação para a formação e para o futuro desses jovens”, ressalta Rodrigo.

 

Nas quadras – O time participou, pela primeira vez, da SuperLiga 2018/2019, tendo conseguido a classificação e manter-se na competição, conquistando desde já o ingresso na próxima temporada. “Um sucesso, se for analisar que é nossa primeira participação”, ressalta. “O time fez bonito! Saímos ‘do zero’ – todos os atletas são contratados por temporada”. Rodrigo ainda valoriza o espírito itapetiningano: “toda a equipe administrativa é daqui de Itapê; inclusive o fisioterapeuta Paulo Ricardo Celestino Leite, que estava fora da cidade e foi ‘repatriado’ para a cidade, fazendo um belo trabalho”. Ele vem do futebol, com experiência no Clube Pinheiros, no São Caetano e estava no Resende Futebol Clube.

 

Futuro – Todo o elenco será avaliado. Rodrigo explica que “a estrutura financeira da equipe ainda não permite firmar contratos a médio/longo prazos, assim, a cada temporada fazemos novo orçamento e estabelecemos novas metas. Mas eu não me satisfaço apenas cumprindo metas; quero mais! Quero enfrentar e superar obstáculos! Quanto mais difícil, melhor!”, diz com determinação de quem sabe que ‘pode mais’, sempre!

            O time é, basicamente, formado por equipe de 4 na Comissão Técnica e mais 16 atletas. “No vôlei, o jogador é livre para ir e vir a cada temporada. Vamos montar uma equipe ainda mais forte para o próximo Campeonato Paulista (a partir de agosto); viremos com força, credibilidade e muito confiança”, promete Rodrigo.

“Hoje, nosso time –e o nome de Itapetininga–, tem credibilidade no mundo esportivo. Isso é bom para a equipe e para a minha cidade”, comemora Rodrigo. Ele continua. “A cidade acolheu o time 1.000%! As pessoas manifestam carinho pelos atletas e temos um dos melhores índices de torcida nos jogos em nosso ginásio – que recebe famílias inteiras, em emocionante união familiar. Isso é novo em Itapê!”. Outro fator, é a repercussão na mídia e até no exterior. “Itapetininganos de todo o mundo acompanham o time pelas redes sociais e canais pela internet, como a TV I. É um orgulho para os itapetininganos de todo o mundo!”

            Que venha a próxima temporada! A Revista Top da Cidade apoia o que acontece de bom na cidade.

 

Se o vôlei é bom, está na Top! O vôlei é Top!

©2018 desenvolvido por Gustavo Matheus