dicas do tolstoi

a serenidade que só o tempo

vai dando aos homens

Livro Guerra e Paz de Leon Tolstoi, publicado entre 1865 e 1869. 

Um dos maiores autores mundiais abordou nesse clássico da literatura assuntos pertinentes instigando reflexões sobre o interior e conduta. Assunto que não caiu de moda com o passar dos séculos. Um romance extenso e rico em conteúdo.


Serenidade não é uma prática atual em nosso cotidiano. A intolerância tem dominado o comportamento com autonomia generalizada. Por isso a sábia frase referindo-se ao tempo. Somente a vivência, busca e estudos podem serenar os corações perturbados em tempos difíceis. Tolstoi convida, entre seus personagens, a buscar a evolução interior. Refere-se à consciência como uma luz divina inserindo questionamentos do tipo: - Está contente com sua conduta? - Há ociosidade no exercício constante do crescimento moral?
As preocupações cotidianas materiais são normais, devendo um equilíbrio com as questões e desenvolvimento intelectuais. E em Guerra e Paz alterna-se a vida social dos que possuem o poder incluindo suas fraquezas, desejos, questionamentos demonstrando o sempre atual conflito evolutivo do ser humano, com os que dominam seus objetivos sem perguntar sobre seus atos. 


O orgulho é uma das falhas insistentes no comportamento. Alguns acham que afastar-se da sociedade e viver entre seus próprios conceitos é uma maneira de crescer. Mas a evolução, como afirma Leon: “é no meio da agitação do mundo que nós podemos alcançar três objetivos: - Conhecimento de si mesmo; - Aperfeiçoamento; - Nova vida”.


Vive-se em sociedade para que a ajuda seja mútua. Troca de experiências, crescimento conjunto, aprendizado. Mas a evolução é individual, porque nossas escolhas possuem liberdade de ação. Tolstoi, através de sua personagem Maria, diz que a vida não é mais que um breve espaço de tempo e uma prova. Uma dica sutil e profunda de insinuar que devemos atuar nesse espaço de tempo da melhor forma que pudermos e conseguirmos. A felicidade está na maneira com a qual são aproveitados os sinais dados e sua administração. Sabedoria. Crítica. Questionamento. Estudo. Observação.


O tempo ensina que a sabedoria é o acúmulo dos aprendizados extraídos pelos bons observadores. As obras contemporâneas atravessam os tempos demonstrando que o conhecimento está para quem o deseja exercitar e buscar. A serenidade encontra morada nos corações atentos às boas práticas da consciência tranquila, resultado das ações no bem, exercendo a tolerância e o respeito. Ensinamentos eternos de fraternidade, busca de conhecimento e atuação na reciprocidade, direcionar ao outro o que deseja a si mesmo são alguns dos itens principais para trilhar o caminho da paz.

©2020 desenvolvido por Commark Comunicação e Marketing